Antônio Carlos Jacob
Governador 2021-22

Inspirando-se no passado para planejar o futuro

Mensagem do Curador da Fundação Rotária 2021-23, Marcelo Haick – Agosto 2021

 

Vivemos um momento de reflexão, de análise dos casos de sucesso e de novos desafios diante das lições aprendidas. Por meio da arte de contar histórias, a Fundação Rotária nos inspira a avaliar as perspectivas futuras dos projetos humanitários!

Qual é a história de projeto que mais enriquece você, companheira e companheiro? Estaríamos dispostos e preparados, por exemplo, para o lançamento do Programa em Escala, um projeto com maior complexidade, sustentabilidade e grande impacto na comunidade?

Um dos ativos mais importantes da nossa Fundação Rotária é facilitar clubes e distritos a desenvolver programas humanitários por intermédio do reinvestimento do Fundo Distrital de Utilização Controlada. Para tanto, alguns requisitos são fundamentais, desde a escolha da área de enfoque, o levantamento das necessidades da comunidade a ser assistida, a sustentabilidade, o estabelecimento de parcerias e a mensuração do impacto sobre as pessoas beneficiadas.

Nos últimos anos, temos visto um aumento significativo na elaboração de projetos de Subsídio Global, talvez como consequência dos treinamentos, do maior acesso à página de projetos no Meu Rotary, das feiras de projetos e da comunicação por meios eletrônicos, além da consolidação do modelo de Cadre Distrital, com ação direta nos clubes. Temos acesso a informação atualizada e aos diversos recursos disponíveis!

O desafio que se coloca para nossas lideranças é o desenvolvimento de um alinhamento entre os projetos de Subsídio Global e os pilares estratégicos de nosso Plano de Ação. Uma característica bastante verificada nos projetos de Subsídios Globais é que eles possuem uma abrangência localizada em uma cidade ou região. Após seu encerramento, muitas vezes pode ocorrer uma redução significativa no convívio ou até mesmo na comunicação com os beneficiados e parceiros. Como poderíamos evitar isso?

Nossa proposta tem como objetivo o resgate e a reavaliação dos projetos de Subsídios Globais desenvolvidos em cada distrito para que eles sirvam como base para um processo de aprendizado e melhoria contínua na elaboração de futuros projetos.

Processo de avaliação de Subsídios Globais

1 – Elaborar uma lista com os projetos de Subsídios Globais encerrados nos últimos anos.

2 – Separar os projetos por clube responsável e área de enfoque.

3 – Destacar os associados que foram contatos primários ou as lideranças em cada projeto.

4 – A subcomissão de Subsídios e o Cadre Distrital poderiam enviar uma consulta para os contatos primários de cada projeto.

5 – O questionário poderia abordar alguns tópicos, como:

Sustentabilidade: o projeto continua operando após seu encerramento?
Avaliação quantitativa do impacto para os beneficiados.
Existe um relacionamento ativo com os parceiros locais?
Ainda há envolvimento e comunicação com o parceiro internacional?
Ações relacionadas a imagem pública e quadro associativo.
Com as informações acima, seria elaborado um inventário de projetos, a partir do qual poderiam ser desenvolvidos indicadores de desempenho demonstrando as atividades distritais como um todo e reativando as lideranças dos clubes em torno da discussão e da preparação de novos projetos.

Essa iniciativa visa propor uma abordagem objetiva a clubes e distritos para que possamos resgatar o trabalho de tantos rotarianos, envolvendo seus talentos, valorizando o compromisso, as muitas horas dedicadas e o investimento financeiro em cada projeto.

Com as informações levantadas e a participação de nossas lideranças, poderemos aprender com as experiências e propor inovações para o futuro dos nossos projetos dentro de uma visão estratégica.

* O autor é Marcelo Haick, curador 2021-23 da Fundação Rotária.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *